domingo, 25 de novembro de 2012

Peito Seco


Peito Seco assusta com razão, mas... Peito Seco NÃO é uma doença. Entenda como a ave chega à situação de “Peito Seco”. É preciso muita dedicação de dono para salvar sua ave quando ela chegou ao estado de “Peito Seco”. Previna-se observando e fazendo inspeção diária na sua ave. Todos nós sonhamos e temos pesadelos, às vezes. As calopsitas também. Entre aves, o Pânico Noturno, parece acometer apenas as calopsitas. A perceber que sua ave está tendo um ataque de Pânico Noturno acuda-a, prontamente. Peito Seco: Qual doença é esta? Muita gente confunde PEITO SECO com doença. Peito seco não é doença, mas sim, a consequência de um problema que já estava ocorrendo. “Peito Seco é um sinal clínico que indica caquexia ou fraqueza crônica e progressiva. Mal estar, perda de apetite e desgaste que levam ao consumo das reservas de energia e gordura e, por fim, da musculatura peitoral. Quando a ave já está com “peito seco” ainda tem cura? Existe inúmeras causas para o “peito seco” que é considerado um quadro grave e até terminal para a ave. Se o diagnóstico for feito rápido e iniciado um tratamento intensivo, com muita dedicação do dono, ainda é possível a cura” (informação dada pela Dra. Soraya Málaga). Pânico ou Terror Noturno: Calopsitas podem ser acometidas por pânico à noite. Possíveis causas: Reflexos de luz, movimento de cortinas, movimento de papéis no fundo da gaiola, ruídos, insetos e, prováveis sonhos. Como reagem: Entram em pânico e se debatem contra as grades da gaiola. Conseqüências: Ferimentos de gravidade variada, conforme o tempo de duração do susto. Se uma calopsita entra em pânico faz com que as outras também entrem e todas se debatem. Providências a serem tomadas: O dono deve acudir, imediatamente. Muitas vezes, é necessário pegar a calopsita e segurar na mão até que ela se acalme. Sugestões: Evite a escuridão total. Mantenha uma luzinha de corredor. Não deixe calopsitas dormirem soltas dentro de casa . Coloque-as em gaiolas, pois em caso de terror noturno elas podem se jogar contra as paredes e morrer. Já tem sido presenciado casos em que a calopsita está dormindo tranquila no colo do dono durante o dia e, de repente, é acometida do “terror noturno”, o que dá indícios de tratar-se de pesadelo. Não há remédio a ser dado. O “terror noturno” ainda está sendo estudado.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Início